Arquivado em Carreira, Lifestyle Publicado em
22 Outubro, 2015

Na vida profissional, não seja uma Joelma!

Não importa se você é do rock, da MPB, do funk ou do pagode, mas se você passou os últimos meses no Brasil deve ter ouvido falar dos barracos envolvendo a banda Calypso, mais precisamente do divórcio de Joelma e Chimbinha.
Mas eu não to aqui pra discutir o que levou à separação, até porque o foco desse blog nunca foi a banda da Pará haha, estou aqui pra te dar um conselho, o mesmo do título: não seja como a Joelma no seu ambiente de trabalho.

Joelma trabalhava com o marido e eu entendo que não deve ser fácil trabalhar com familiares. É preciso um nível elevadíssimo de bom senso que, apesar de difícil, é fundamental!
A cantora/dançarina/jogadora de cabelo colocou os fãs contra o ex marido, se recusou a fazer shows e usou a situação para se colocar no lugar de vítima, na tentativa de conseguir o apoio das pessoas. Mas na realidade o que faltou pra Joelma é uma regra simples: trabalho e pessoal não devem se misturar! 
Com essa atitude ela não só se prejudicou, mas prejudicou os demais profissionais, seja o Chimbinha ou os demais integrantes da equipe, afinal, a banda Calypso é uma empresa. Ainda seguindo com esse pensamento, ela não se preocupou com os clientes, no caso os fãs, que pagaram para ver o show e não a falta de maturidade. Roupa suja se lava em casa, minha mãe já dizia!
O que podemos tirar de tudo isso? 
Tá indo trabalhar? Deixe seus problemas pessoais na portaria da empresa e o contrário vale também!
Tá pensando em trabalhar com um familiar ou amigo? Avalie honestamente se você consegue lidar com isso sem interferir na relação pessoal de vocês. Isso é ainda mais complicado quando há hierarquia envolvida. Na dúvida, vale conversar com a outra parte para chegarem a um acordo caso a parceria não dê certo, diminuindo a dor de cabeça depois.
Boa sorte!
Post Anterior Próximo Post

4 Comentários

  • Hell (bat0mcomalcool)

    Realmente ficou muito feio pra ela, né?
    O lance do chifre e blablabla, não cabe a mim julgar pq nem sei se ela era fiel (e também nem me interessa hahaha), mas em relação à postura profissional, ela deixou a desejar.

    Mas ainda desconfio que aqueles baphóns renderam cachê maior, maior visibilidade e convites para programas de gosto duvidoso, né? E quem vive de mídia se rebaixa a todo tipo de situação para continuar aparecendo. Sepá isso foi jogada de marketing HAHAHAH.

    Beijos =*

    Faroeste Manolo
    Página Facebook

    23 Outubro, 2015 at 1:17 pm Reply
  • Helen

    É isso mesmo, bem ou mal o marketing dela foi feito e o cachê provavelmente aumentou haha.

    27 Outubro, 2015 at 10:52 pm Reply
  • Caio

    Nossa, vc falou tudo!!
    vc deveria mostrar esse post para esses sites de fofocas, q não veem as coisas por ele lado.

    28 Outubro, 2015 at 4:36 pm Reply
  • Helen

    O pior de tudo é que é com isso que o ibope deles aumenta, aff! Muito obrigada pela visita!

    8 Novembro, 2015 at 5:24 pm Reply
  • Me conta o que achou

    Você vai curtir