Browsing Category:

Lifestyle

Arquivado em Lifestyle Publicado em
9 Outubro, 2017

Onde está segunda? | Filme da Netflix

Esses dias tava com meu pai e meu irmão procurando um filme pra assistir e demos de cara com um dos lançamentos da Netflix: onde está Segunda?

A sinopse (bem curta, diga-se de passagem) pareceu ok e resolvemos dar uma chance:

Em um futuro onde só filhos únicos são permitidos, seis irmãs gêmeas tentam se esconder do governo enquanto procuram uma sétima desaparecida.

Onde está Segunda?

O filme se passa num mundo onde, devido a superpopulação, é implantada a política do filho único. Essa política é seguida a risca e o governo pega pesado nessa vigilância: caso hajam mais filhos, os pais devem entregá-los para que sejam induzidos à criogenia e descongelados quando houver um crescimento econômico.

Acontece que um avô, após a filha morrer no parto, fica responsável pelas netas sétuplas. Contrário ao governo, ele batiza cada neta com um dia da semana e cria a elas uma identidade única, sendo assim, cada uma só pode sair de casa no dia correspondente ao seu nome. Para a população, elas são a mesma pessoa!

Quando as irmãs estão com 30 anos se deparam com o desaparecimento misterioso de Segunda e armam um plano para procurá-la. O problema é que quando há mais de uma irmã fora de casa, as coisas tendem a dar errado…

O que eu achei

Como comentei lá em cima, não tinha muitas expectativas pro filme, mas ele me surpreendeu MUITO!

Noomi Rapace, que interpreta as 7 irmãs, consegue dar uma personalidade completamente diferente a cada uma. Tô longe de ser especialista no assunto, mas achei que ela mandou muito bem!

Fiquei tensa em boa parte do filme e torcendo pelas irmãs. As reviravoltas fizeram todo o sentido, mas me deixaram de queixo caído. O desfecho é ainda mais “chocante“!

Indiquei esse filme para algumas pessoas e elas me disseram a mesma coisa!

Pra mim, os assinantes da Netflix devem dar uma chance ao longa!

  • E você, já assistiu Onde está Segunda? Me conta aí nos comentários ou lá no Instagram o que achou!
Escrito por /
Arquivado em Lifestyle Publicado em
12 Agosto, 2017

Se você ainda não assistiu Anne with an E, por favor, assista!

Eu já tinha visto Anne with an E nas sugestões da Netflix, mas não tinha dado muita bola, até que minha mãe assistiu e fez propaganda. Mesmo desconfiada (meu gosto pra séries e filmes não tem nada a ver com o da minha mãe haha) resolvi dar uma chance. AINDA BEM!

A série se passa na Ilha do Príncipe Eduardo, no Canadá, no final do século 19 e foi inspirada no livro Anne of Green Gables (aqui também é conhecido como Anne Shirley).

A história começa quando um casal de irmãos decide adotar um menino para ajudá-los com as tarefas da fazenda, já que estão ficando mais velhos. Porém, devido a um erro, o orfanato envia uma menina no lugar: Anne.

Anne tem 13 anos e perdeu os pais quando ainda era um bebê. Durante a infância sofreu diversos traumas e nunca teve um lar de verdade. Apesar disso, é tagarela, sonhadora, bastante esperta e tem uma imaginação fértil!

Trailer

Logo no início a série já nos prende diante do impasse dos irmãos Matthew e Marilla Cuthbert decidindo se ficarão com a menina ou a devolverão para o orfanato. Não são necessários mais que 10 minutos para se envolver com a história!

A série traz outros temas complexos como bullying, feminismo, diferenças sociais, entre outros tabus para a época (e para os dias atuais!) de uma maneira extremamente leve. Há momentos bem dramáticos, que eu aconselho deixar os lencinhos preparados, mas há também momentos bem divertidos, já que Anne é especialista em arrumar confusão. É impossível não se apaixonar pelo carisma de Amybeth McNulty, a atriz que interpreta Anne.

Além disso, a série é visualmente linda, cheia de paisagens incríveis. A abertura é um espetáculo a parte, bem lúdica, olha só:

São 7 episódios, o primeiro tem 1h30 e o restante tem aproximadamente 44 minutos de duração. O último episódio deixou algumas pontas soltas, que devem ser resolvidas na 2ª temporada, que já foi confirmada e deve estrear em 2018.

E você, já assistiu Anne with an E? Me conta aí nos comentários se gostou tanto quanto eu!

Escrito por /
Arquivado em Lifestyle Publicado em
2 Maio, 2017

5 coisas que eu quero fazer em maio

Nos anos anteriores eu fiz minha listinha de metas anuais, mas acabava deixando os objetivos ‘menores’ de lado. Então esse ano resolvi fazer diferente, além das ‘metas de vida’, resolvi fazer uma listinha de pequenas pretensões mensais e essas são as coisas que quero fazer em maio:

1. Comprar botas

Eu sou a louca da bota, se pudesse usaria bota todos os dias, independente do clima ~tropical em que vivemos. No momento tô desejando 3: coturno, coturno com salto e chelsea, mas a lista de desejos tende a aumentar (ao contrário da minha conta bancária).

2. Ler e assistir #GIRLBOSS

Eu comprei o livro há um tempo, mas só agora comecei a ler, quero terminar antes de ver a série da Netflix. Já ouvi elogios e críticas sobre, mas quero tirar minhas próprias conclusões.

Anotando as lições para alcançar meu primeiro milhão!

3. Planejar meu negócio

Como já contei na carta da Helen desse mês, estou me formando em Consultoria de Imagem, então quero planejar direitinho meus pacotes de serviços e trazer um pouco desse universo para o blog também. As ideias estão a mil!

4. Levar roupas na costureira

Sabe aquela calça que precisa fazer barra e você fica adiando levar na costureira? Então, tenho várias peças nessa situação, mas espero resolver isso logo!

5. Virar a louca dos cílios postiços

Deixa eu contar uma coisa: nunca tinha colado cílios postiços em mim mesma! Mas agora que aprendi (ok, ainda apanho um pouco kkkk), não quero mais viver sem! É o fim da minha calvice de cílios! 

Helen versão mega cílios

  • E vocês, o que pretendem fazer esse mês? Me conta! Ah e aproveita pra cruzar os dedinhos pra que a gente consiga realizar tudo! 😬
Escrito por /
Arquivado em Lifestyle Publicado em
1 Maio, 2017

Agarre aquele emprego | CARTA DA HELEN – Maio 2017

Começos podem ser bem assustadores né? Mas quando a gente pensa que tá indo para o caminho certo e que nossos sonhos e objetivos estão sendo alcançados, tudo que a gente pensa é: tudo valeu e valerá a pena!

Esse mês eu me formo em Consultoria de Imagem e Estilo Pessoal e estou animadíssima com o começo dessa nova carreira! Ainda estou desenhando o modelo do negócio (AMO) e assim que definir tudo, explico por aqui.

Coincidindo com essa minha nova fase, hoje é o dia do trabalho, então nada mais justo do que, nesse mês, rechear o blog com dicas de carreira. O esquema é o seguinte:

Toda quarta feira vai rolar post por aqui e um vídeo lá no Youtube, então não esquece de se inscrever no canal e ficar por dentro de tudo! Ah, os conteúdos são diferentes tá?! Então vale a pena acessar os dois, eu garanto!

E se você quer (re)ler algum dos posts com esse tema que já passaram por aqui, fiz uma seleção:

6 PONTOS DO SEU CURRÍCULO QUE CHAMAM ATENÇÃO DO RECRUTADOR

POR QUE TEMOS TÃO POUCAS MULHERES LÍDERES?

9 DICAS PARA NÃO PASSAR VERGONHA COM E-MAIL

TÁ PENSANDO EM MUDAR DE CARREIRA?

GASTO A MAIS COM A APARÊNCIA PODE AJUDAR NA PROMOÇÃO

Que o esse mês seja lindo para todos nós!

Escrito por /
Arquivado em Lifestyle Publicado em
12 Abril, 2017

Desacelerar é bom e eu custei a entender isso!

Há quase dois meses eu sumi do blog, fui sumindo das redes sociais e de repente sumi da vida de muita gente. O motivo?

Eu não sou uma superheroína.

Assim, com uma frase simples que pode soar óbvia e até mesmo infantil, eu explico esse sumiço.

No alto dos meus 25 anos eu achava que meus super poderes dariam conta de fazer mil coisas ao mesmo tempo. Diariamente, mais de 12 horas estressantes dedicada ao trabalho com carteira assinada responsável por pagar minhas contas. Às terças saio de casa 6:40 para só voltar às 23:30 (como nos tempos da faculdade), aceitei uma atividade extra para apoiar 200 pessoas, comecei um curso de maquiagem profissional às quintas. Blog, YouTube, redes sociais e mil projetos pessoais. Família, noivo, amigos.

Apenas uma Helen.

Além da lista de afazeres só aumentar, a angústia de não conseguir fazer tudo também foi aumentando. Noites sem dormir, pensamentos a mil e nenhuma ação. NENHUMA. Eu travei. Não por problemas físicos, como alguém que tem a coluna travada, mas a cabeça não estava em ordem e o corpo começou a sentir.

Eu não conseguia tomar uma atitude, eu não conseguia me mexer, tudo o que eu queria era ficar na cama, embaixo do edredom com a cabeça coberta para o monstro da sobrecarga não me pegar.

Eu sou uma pessoa teimosa e orgulhosa, evito ao máximo pedir ajuda, mas a minha situação acabou afetando a vida de mais pessoas. Eu senti que ia explodir e isso poderia ser a qualquer momento. Me vi à beira de ter um treco grave antes dos 30!

Busquei ajuda, percebi que sozinha as coisas seriam mais difíceis.

Me vi obrigada a fazer um detox, abrir mão de certas coisas, por mais que eu as amasse. Defini prioridades, tracei metas. E estou vivendo uma coisa de cada vez, lutando para estar inteira em cada uma delas (e não fazendo uma coisa pensando em outra). É, a famosa ansiedade virou minha nova companheira!

Esse processo não é fácil, mas estou no caminho. Aos poucos estou ajeitando tudo. Volto com o blog, que hoje é minha válvula de escape, mas peço um pouquinho de paciência para o ritmo devagar pelo menos até o fim de abril (espero não ser mais que isso).

Tudo passa, tudo melhora.

Te vejo em breve!

Enquanto isso, me acompanhe no Instagram e no Facebook.

Escrito por /