Browsing Tag:

Meus Textos

Arquivado em Lifestyle Publicado em
12 Abril, 2017

Desacelerar é bom e eu custei a entender isso!

Há quase dois meses eu sumi do blog, fui sumindo das redes sociais e de repente sumi da vida de muita gente. O motivo?

Eu não sou uma superheroína.

Assim, com uma frase simples que pode soar óbvia e até mesmo infantil, eu explico esse sumiço.

No alto dos meus 25 anos eu achava que meus super poderes dariam conta de fazer mil coisas ao mesmo tempo. Diariamente, mais de 12 horas estressantes dedicada ao trabalho com carteira assinada responsável por pagar minhas contas. Às terças saio de casa 6:40 para só voltar às 23:30 (como nos tempos da faculdade), aceitei uma atividade extra para apoiar 200 pessoas, comecei um curso de maquiagem profissional às quintas. Blog, YouTube, redes sociais e mil projetos pessoais. Família, noivo, amigos.

Apenas uma Helen.

Além da lista de afazeres só aumentar, a angústia de não conseguir fazer tudo também foi aumentando. Noites sem dormir, pensamentos a mil e nenhuma ação. NENHUMA. Eu travei. Não por problemas físicos, como alguém que tem a coluna travada, mas a cabeça não estava em ordem e o corpo começou a sentir.

Eu não conseguia tomar uma atitude, eu não conseguia me mexer, tudo o que eu queria era ficar na cama, embaixo do edredom com a cabeça coberta para o monstro da sobrecarga não me pegar.

Eu sou uma pessoa teimosa e orgulhosa, evito ao máximo pedir ajuda, mas a minha situação acabou afetando a vida de mais pessoas. Eu senti que ia explodir e isso poderia ser a qualquer momento. Me vi à beira de ter um treco grave antes dos 30!

Busquei ajuda, percebi que sozinha as coisas seriam mais difíceis.

Me vi obrigada a fazer um detox, abrir mão de certas coisas, por mais que eu as amasse. Defini prioridades, tracei metas. E estou vivendo uma coisa de cada vez, lutando para estar inteira em cada uma delas (e não fazendo uma coisa pensando em outra). É, a famosa ansiedade virou minha nova companheira!

Esse processo não é fácil, mas estou no caminho. Aos poucos estou ajeitando tudo. Volto com o blog, que hoje é minha válvula de escape, mas peço um pouquinho de paciência para o ritmo devagar pelo menos até o fim de abril (espero não ser mais que isso).

Tudo passa, tudo melhora.

Te vejo em breve!

Enquanto isso, me acompanhe no Instagram e no Facebook.

Escrito por /
Arquivado em Beleza Publicado em
17 Janeiro, 2017

Por favor, chega de sobrancelhas “perfeitas”!

Vocês já devem tem reparado que o foco da vez tá nas sobrancelhas né?!. Mas até que ponto levar isso tão a sério?


O preenchimento da sobrancelha sempre fez parte da maquiagem, mas ultimamente isso tem ido longe demais! Virou uma obsessão ter a sobrancelha “perfeitamente” desenhada, não importa quão fake isso possa parecer.

Veja bem, eu também preencho a sobrancelha e estou longe de ser uma maquiadora profissional, mas cara, sério, curto zero essas sobrancelhas blocadas que o povo anda desfilando por aí!

Já vi dessas na vida real…

As sobrancelhas são importantes, pois são responsáveis por trazer harmonia para o rosto. HARMONIA. Guardou essa palavra? Harmonia não quer dizer sair por aí com um pedaço de fita isolante no lugar as sobrancelhas! Hahaha

Eu adoraria ter ilustrado esse post com imagens reais que pipocam no meu feed no face, mas por motivos óbvios não fiz, então acabei pegando esses memes que achei engraçados!

É a cara dele mesmo haha

É claro, cada um é livre pra usar o que bem entende e o que te faz feliz, então se você curte, não cai na minha pilha não. E eu ainda te peço desculpas!

Mas a sensação que eu tenho é a mesma da Vanessa Rozan e da Fabi Gomes nesse vídeo hilário! Amém, não tô louca, mais gente acha isso estranhíssimo!

Se por acaso eu não parar de encarar as suas sobrancelhas enquanto converso com você, peço desculpas mais uma vez!

  • Agora que já desabafei, diz aí: vocês curtem as sobrancelhas mega preenchidas? Prometo não julgar haha
Escrito por /
Arquivado em Lifestyle Publicado em
10 Janeiro, 2017

O que devemos aprender com Moana

No fim de semana passado eu fui assistir ao tão comentado Moana, filme da Disney que estreou no dia 5 e de cara já aviso: amei!

Sendo bem sincera, quando criança, eu não sonhava em ser uma princesa. Eu mal assistia aos filmes da Disney e não sabia nada além do básico de cada história. Mas em uma coisa eu sempre acreditei: não existe um príncipe num cavalo branco pra resolver magicamente todos os nossos problemas, pois ninguém mais tem o poder de fazer isso além da gente mesmo! Acho que a Disney também percebeu isso e eu tô amando ver essa mudança nos filmes!

Falando de Moana, a filha do chefe da ilha Motu Nui, tá longe de ficar apenas sentada num trono esperando os milhares de “serviçais” do castelo lhe servirem (essas coisas nem mesmo existem nesse filme). Pra mim, ela é exatamente a “princesa” que cada uma de nós pode ser, e te explico o porquê:


Moana é teimosa, não desiste do que quer, mesmo que os outros joguem um balde de água fria. Ela sabe onde quer estar e luta todos os dias por isso!

Ela não se coloca como uma princesa, como ela mesma diz no filme. E também não tem medo de colocar a mão na massa! Se empenha para se tornar uma navegadora: ignora os comentários de que não seria capaz e ignora também a primeira recusa de Maui (um semideus vaidoso) de ensiná-la, assim, tapando a boca dele que, no início, não acreditava que uma garota havia sido escolhida para essa “missão”.

Moana 1
Aliás, tá aí uma coisa que pra Moana não faz diferença: o fato de ela ser mulher não a impede de NADINHA!

Ela acredita que foi escolhida pelo oceano e, apesar de não saber ao certo o motivo, agarra a oportunidade com todas as forças! Acho que deveríamos fazer o mesmo nas nossas vidas!

Mas pra mim o mais importante é que ela não deposita a confiança do sucesso em ninguém além dela mesma. Não tem príncipe pra salvar o dia, e em determinado momento ela se vê sozinha e o que ela faz? Pega um remo e VAI PRA LUTA!

Moana
Como os diretores do filme mesmo disseram, Moana é a heroína mais feminista da Disney! E eu espero que ela seja só a primeira!

Aliás, dá play pra ouvir a música tema do filme (é tão chiclete quanto Let it go hahaha)!

  • E você, já assistiu Moana? O que achou?
Escrito por /
Arquivado em Lifestyle Publicado em
15 Novembro, 2015

Doar água para Minas ou orar por Paris? Na dúvida, fique com os dois!

Esse fim de semana minhas redes sociais foram tomadas pelas fotos e pedidos do tipo “pray for Paris” em homenagem às vítimas dos atentados de Paris. Até aí ok. 

Mas de repente apareceu um povo chato sem noção criticando tal atitude, já que recentemente passamos por uma tragédia aqui no Brasil, que está em estado de calamidade pública. Esses falsos moralistas reclamavam do quanto o Brasileiro é “paga pau” de gringo e não se importa com o que acontece em casa.


Gente, pelo amor, uma vida é uma vida independente de onde esteja! Não estamos falando de futebol onde você escolhe se torce pela França ou pelo Brasil. Dá pra torcer pelos dois, querer que as pessoas dos dois lugares estejam bem e fora de perigo. 

O bem não é algo que exige exclusividade para ser praticado. Uma tragédia não anula a outra, uma oração não anula a outra e um ato de bondade também não anula o outro!

Por favor, o mundo não precisa de mais ódio e nem de dedos apontados, então apenas parem!

Em tempo: no site riodoce.help há mais informações de como ajudar as vítimas de MG.
Escrito por /
Arquivado em Carreira, Lifestyle Publicado em
22 Outubro, 2015

Na vida profissional, não seja uma Joelma!

Não importa se você é do rock, da MPB, do funk ou do pagode, mas se você passou os últimos meses no Brasil deve ter ouvido falar dos barracos envolvendo a banda Calypso, mais precisamente do divórcio de Joelma e Chimbinha.
Mas eu não to aqui pra discutir o que levou à separação, até porque o foco desse blog nunca foi a banda da Pará haha, estou aqui pra te dar um conselho, o mesmo do título: não seja como a Joelma no seu ambiente de trabalho.

Joelma trabalhava com o marido e eu entendo que não deve ser fácil trabalhar com familiares. É preciso um nível elevadíssimo de bom senso que, apesar de difícil, é fundamental!
A cantora/dançarina/jogadora de cabelo colocou os fãs contra o ex marido, se recusou a fazer shows e usou a situação para se colocar no lugar de vítima, na tentativa de conseguir o apoio das pessoas. Mas na realidade o que faltou pra Joelma é uma regra simples: trabalho e pessoal não devem se misturar! 
Com essa atitude ela não só se prejudicou, mas prejudicou os demais profissionais, seja o Chimbinha ou os demais integrantes da equipe, afinal, a banda Calypso é uma empresa. Ainda seguindo com esse pensamento, ela não se preocupou com os clientes, no caso os fãs, que pagaram para ver o show e não a falta de maturidade. Roupa suja se lava em casa, minha mãe já dizia!
O que podemos tirar de tudo isso? 
Tá indo trabalhar? Deixe seus problemas pessoais na portaria da empresa e o contrário vale também!
Tá pensando em trabalhar com um familiar ou amigo? Avalie honestamente se você consegue lidar com isso sem interferir na relação pessoal de vocês. Isso é ainda mais complicado quando há hierarquia envolvida. Na dúvida, vale conversar com a outra parte para chegarem a um acordo caso a parceria não dê certo, diminuindo a dor de cabeça depois.
Boa sorte!
Escrito por /